Capa / Notícias - Ver todas / Nacional / MA – Intervenção em imóveis históricos de João Pessoa começa na próxima quarta-feira

MA – Intervenção em imóveis históricos de João Pessoa começa na próxima quarta-feira

Três edificações do Centro Histórico de João Pessoa, classificadas como “situação de risco”, vão receber uma intervenção emergencial. Na próxima quarta-feira (18), a partir das 7h, será feita a poda das árvores que crescem nas fachadas, provocando rachaduras nas paredes e colocando em risco a integridade dos imóveis e do público que transita pelas calçadas. Localizados na Praça Dom Adauto, esquina com a Rua Vigário Sarlem e Rua Duque de Caxias, entre as ruas Rio Branco e Conselheiro Henriques, os imóveis estão abandonados e em estado ruinoso.

A ação patrimonial vai marcar o início de uma série de atividades programadas, até o final do ano, na poligonal da área de tombamento histórico da capital paraibana.

O trabalho é resultado de uma parceria que envolve o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), a Coordenadoria do Patrimônio dos Bens Culturais de João Pessoa (Copac), além da Defesa Civil – do Estado e do Município, Corpo de Bombeiros e secretarias municipais – Semam, Sedurb, Seinfra e Semob.

“Essa é uma ação exemplar, que marca o início de uma série de atividades que iremos realizar em 86 imóveis que estão em situação de risco. De início, a equipe realizará serviços emergenciais, como podas, emparedamentos, fechamentos com tapumes, escoramentos e descupinização, nos imóveis que oferecerem mais riscos”, explica o diretor do Iphaep, Marco Antonio Coutinho. Ainda segundo ele, em uma etapa posterior, o objetivo do grupo é intensificar o trabalho com o Ministério Público Federal e Estadual, no sentido de mobilizar os proprietários sobre os serviços emergenciais.

História – O Centro Histórico de João Pessoa é protegido por decretos homologatórios de tombamento oriundos do Iphan e do Iphaep e também pela ação da Copac. Estão protegidos para futuras gerações centenas de imóveis com valor histórico, artístico e arquitetônico que foram edificados nos últimos quatro séculos e estão inseridos nas áreas que vão do Varadouro, na Cidade Baixa, até a Praça da Independência, passando por ruas como: Duque de Caxias, João Suassuna, Trincheiras, além dos bairros de Tambiá e Róger.

Um levantamento realizado pelo Iphaep e Comissão Permanente do Centro Histórico de João Pessoa, identificou que havia 86 imóveis em “situação de risco”, com possibilidade, inclusive, de desabamento. Deste total, mais de 90 por cento deles pertencem a particulares, sendo o restante de propriedade do poder público – federal, estadual e municipal.

Fonte original da notícia

Print Friendly